spacer

    INSTITUIÇÃO PROPONENTE

    Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / Universidade NOVA de Lisboa

    UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO

    Instituto de História da Arte / Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / Universidade NOVA de Lisboa (IHA/FCSH/NOVA)

    INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES

    Fundação Casa Rui Barbosa

     

     APRESENTAÇÃO

    O projecto “A Casa Senhorial, Portugal, Brasil e Goa”, Anatomia dos Interiores,  corresponde a uma segunda fase de alargamento geográfico,  temático e cronológico do  projecto  iniciado em 2010 com o nome de: A Casa Senhorial em Lisboa e no Rio de Janeiro (séc. XVII, XVIII e XIX) Anatomia dos interiores.

    Mantendo-se o projecto sedeado no Instituto de História de Arte da FCSH/NOVA,  para o desenvolvimento da investigação desta nova fase foi realizado um acordo de cooperação científica com a Fundação da Casa Rui Barbosa assinado em 2018.  Este novo projecto foi igualmente apoiado por um projecto I&D financiado pelo IHA aprovado em 2018. 

    No seu âmbito geográfico o novo projecto alarga-se de Lisboa e Rio de Janeiro aos territórios de Portugal e do Brasil estendendo-se a Oriente ao Estado de Goa.

    Além de um alargamento geográfico o presente projecto estende o âmbito da sua investigação com uma nova linha de investigação centrada em “Estudos de Caso”. Esta linha de estudos é por sua vez desenvolvida em quatro áreas de investigação: Arquitectura, Programas Distributivos, Decoração aplicada e Equipamento móvel.

     O projecto a“A Casa Senhorial, Portugal, Brasil e Goa”, recebeu o apoio mecenático da Hertz que permitiu a restruturação e actualização do antigo site adaptando-o às novas temáticas e às estratégias de investigação como ainda ao seu desdobramento em versão inglesa.

     

     METODOLOGIA DE TRABALHO

    De um ponto de vista metodológico o projecto mantem os mesmos princípios definidos no seu início dividindo-se em quatro linhas fundamentais de investigação:

    I - Mecenas e artistas. Vivências e rituais;

    II - Identificação das estruturas e dos programas distributivos e estudo aprofundado de nomenclaturas funcionais e simbólicas de cada espaço;

     III -  Estudo da ornamentação fixa – tectos, azulejaria, talha, pintura, estuques, têxteis, pavimentos, chaminés, janelas e portas, mobiliário integrado;

     IV - O equipamento móvel nas suas funções específicas.

    Através de colóquios bilaterais e internacionais e da publicação dos resultados das pesquisas, o projeto tem fomentado o estudo integrado e comparado da casa senhorial e dos seus interiores nos dois lados do Atlântico. Desde 2014 estes colóquios internacionais têm sido anualmente organizados em Portugal e no Brasil sendo os seus conteúdos largamente divulgados no site do projecto. 

     

     OBJECTIVOS ATINGIDOS

    O projeto de investigação “A casa senhorial em Lisboa e no Rio de Janeiro (séculos XVII, XVIII e XIX). Anatomia dos interiores” permitiu chamar a atenção do público para um dos aspetos mais interessantes e menos conhecidos do patrimônio artístico luso-brasileiro: a casa senhorial em contexto urbano e rural, analisada enquanto testemunho da vivência das famílias proprietárias, através da organização e da articulação do espaço interno e da decoração dos seus interiores. O projeto constituiu por isso um eloquente testemunho do encontro de heranças artísticas e culturais comuns, separadas por um oceano, mas em constante interação.

    A base de dados criada no âmbito do projeto, reunindo uma ampla documentação sobre a casa senhorial em Lisboa e no Rio de Janeiro, disponibiliza a um vasto público, português e brasileiro, uma informação inovadora e variada, base para estudos futuros sobre este e outros temas relacionados. O projeto vai ainda deixar os fundamentos para a criação de um glossário de termos relacionados com os interiores domésticos, bem como a elaboração de um dicionário de artistas e artífices que trabalharam, sobretudo, na decoração desses interiores, muitos deles ainda ignorados da historiografia da arte portuguesa e brasileira.

    O projeto permitiu também a criação de uma metodologia de análise do espaço da casa senhorial em Lisboa e no Rio de Janeiro nas suas várias dimensões: sociais, arquitetônicas e artísticas. Futuramente será possível a aplicação desta metodologia em estudos diversos, por forma a alargar o campo de análise a outras casas e a outros fundos documentais e iconográficos.

    Please publish modules in offcanvas position.