Filtrar

    Palácio urbano sec. XVII

    Palácio urbano sec. XVII
    Portugal
    XVII

      

    Planta de piso nobre de casa senhorial

    Biblioteca da Ajuda. Iconografia, Des. 54-X-29, 211

    Legenda ( a partir da entrada e na rotação dos ponteiros do relógio)

    Salla vaga – copa – saleta de dona (?) – primeira antecâmara – segunda antecâmara – camara – gavinete e tribuna – sagoão – oratório – sachristia – entrada pª. oratório – serventia interior – esdadas q corem debaixo – ca (?) – casa pº se comer – livraria – casa de fato – segunda guarda- roupa – primeira guarda-roupa. 

     

     

    Nota:

    Embora sem data, o estudo comparado da letra, papel e legendagem desta planta permite-nos situá-la entre os finais do século XVII e as primeiras décadas do século seguinte. Importante elemento de caracterização é a existência de uma “salla vaga” e “saleta de dona”, fenómenos que se situam nesta época.  Igualmente significativo é o aparecimento da referência a uma “casa pª.  comer”, assinalando um espaço específico e perante associado ás de refeições mas que ainda não é referido como casa de jantar, como vemos ser referido no inventário do palácio do Conde de Óbidos às janelas Verdes, datado de 1733. Outro interessante dado para o estudo dos programas distributivos é a referência a um compartimento referido como “casa pª brincos” que na nossa interpretação consistia num compartimento para exporem presentes e objectos raros.

     

     

    Bibliografia:

    TT, Arquivos Particulares: Casa de Santa Iria, Caixa 10, Doc. 111 TT, fls. 2V,3. (Instrumento dado em publica forma, de uma verba do inventário que se fez de arrecadação dos bens que ficaram por falecimento do Senhor Conde Meirinho-mor (…), 26 de Setembro de 1733).

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.