Filtrar

    Palácio-Hospital de Runa

    Palácio-Hospital de Runa
    Portugal
    XVIII

     

          

     Palácio-Hospital de Runa, 1792

    Fachada principal, planta do piso nobre, pormenor dos aposentos da Infanta e estudo de escadas. Arquitecto Costa e Silva. Desenho a tinta-da-china, aguarelada de amarelo e rosa.

    Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

    Legenda do piso nobre:  (de cima para baixo).

    Casa com chaminé-casa para aflarem as creadas- casa para a criada do quarto- guarda-roupa – livraria – sala de espera – gabinete – segunda sala –Camarim – Camara – gabinete – casa de jantar

     

     

    Nota:

    Para o estudo da casa senhorial o projecto do Palácio-Hospício de Runa, realizado pelo Arq. José da Costa e Silva (1747-1819), apresenta um importante aspecto no facto do autor realizar a planta do piso nobre anotando os compartimentos reservados à infanta Dona Francisca Benedita a quem se deve a encomenda do edifício. O processo iniciou-se por volta de 1790, data da compra da quinta onde se iria instalar o palácio-asilo, tendo o projecto sido realizado pelo ano de 1792. A construção foi iniciada só em 1803, participando nela mais de duzentos operários. Com a partida da família real para o Brasil, em 1807, as obras foram-se arrastando. Quando a família real voltou à metrópole, em 1821, a obra estava em avançado estado de construção tendo o edifício sido inaugurado em 1827.

     

     

    Bibliografia:

    ESCREVANIS, Augusto Carlos de Sousa, Descripção do Real Asylo de Inválidos Militares de Runa,

    TEIXEIRA, José Monterroso, José da Costa silva (1747-1819) e a Recepção do neoclassicismo em Portugal: a clivagem e a prática arquitectónica. (Tese de Doutoramento)

    Universidade Autónoma de Lisboa. 2012.

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.