Filtrar

    José de Souza Breves, 1879 - Fazenda da Cachoeirinha

    José de Souza Breves, 1879 - Fazenda da Cachoeirinha
    Brasil
    XIX

    Inventário do comendador José de Souza Breves, 1879. O inventariante foi seu irmão, Joaquim José de Souza Breves, o rei do café. 

    [Trecho relativo à Fazenda da Cachoeirinha]
    Fonte: Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário. Coleção Textual, Acervo Textual. Mídia AP_020464_V2

     

     

     

    [fl. 127v] Aos vinte e um dias do mez de setembro de mil oito centos e oitenta, nesta fazenda da Cachoeirinha, presentes o Meretissimo Juiz de Orphãos Doutor Francisco Muniz da Silva Ferraz, comigo Escrivão de seu cargo, o porteiro João Constancio da Silva, o Advogado inventariante, os louvados Silvino Coelho de Avellar, Doutor Jozé Caetano de Oliveira, e Alfredo Mhatley Dias, por estes forão avaliados os bens apresentados do modo seguinte:

    Móveis

    Dezoito cadeiras de jacarandá forradas de palhinha em máo estado, por dezeseis mil reis, que sáe á margem | 16$000

    Um sofá, uma meza redonda e dois aparadores em pessimo estado, por vinte e cinco mil reis, que sáe á margem |  25$000

    Oito marquezas em máo estado, por trinta e quatro mil reis, que sáe á margem |  34$000

    Uma marqueza grande com seus utensilios; colxões, por vinte mil reis, que sáe á margem |  20$000

    Uma meia commoda com tres ga - [fl. 128] gavetões, em bom estado, por trinta mil reis, que sáe á margem | 30$000

    Duas mezas ordinarias e um lavatorio, por cinco mil reis, que sáe á margem |  5$000

    Uma caixa velha, por dois mil reis, que sáe á margem | 2$000

    Um banco, por quinhentos reis, que sáe á margem | $500

    Uma meza de jantar com trinta palmaos de comprimento, velha, por trinta mil reis, que sáe á margem | 30$000

    Um oratorio e meza ordinarios, por dez mil reis, que sáe á margem | 10$000

    Dois guarda louças, velhos e escada, por trinta mil reis, que sáe á margem |  30$000

    Um armario, meza, estrado, bancos para talha, mezinha, por dez mil reis, que sáe á margem | 10$000

    Um caixão para sal, caxa e meza, por dez mil reis, que sáe á margem | 10$000

    Dois taxos grandes e um pequeno, de cobre, trinta mil reis, que sáe á margem | 30$000

    Trem de cozinha e chapa de fogão, por oito mil reis, que sáe á margem | 8$000

    Dez e seis catres da enfermaria, trinta e [fl. 128v] e dois mil reis, que sáe á margem | 32$000

    Uma meza e um armario, por doze mil reis, que sáe á margem | 12$000

    Uma bacia para banho, velha, por dez mil reis, que sáe á margem | 10$000

    Louça de uzo trincada e vidros, tudo por vinte mil reis, que sáe á margem | 20$000

    Dois carros com oito cangas, avaliados a cincoenta mil reis, que sáe á margem | 100$000

    Doze colheres de sopa, doze garfos, treze facas velhas, nove colheres de chá, uma colher para arroz, uma salva, tudo de prata, pesando seis centos e quatorze oitavas, a tresentos reis a oitava, cento e oitenta e quatro mil e duzentos reis, que sáe á margem | 184$200

    [...]

    [fl. 129v] [...] Mais moveis

    Oito castiçaes e quatro palmatorias, de casquinha, tudo por vinte e cinco mil reis, que sáe á margem | 25$000

    Immoveis

    Caza de morada, arruinada, seus annexos, coberta de telha, por oito centos mil reis, que, digo, por um conto e oito centos mil reis, que sáe á margem | 1:800$000

    Uma enfermaria, coberta de telha, por tresentos mil reis, que sáe á margem | 300$000

    Uma casa e estrebaria, por cento e vinte mil reis, que sáe á margem | 120$000

    Trinta e uma senzalas cobertas de telha a trinta e cinco mil reis, um conto e oitenta e um mil reis, que sáe á margem | 1:085$000

    Um sino por cincoenta mil reis, que sáe á margem | 50$000

    [fl. 130] Cinco lanços de casa do engenho comprehendendo um da maquina, e a maquina, avaliado tudo por dois contos de reis, que sáe á margem | 2:000$000

    Sete lanços de cazas com varanda de ambos os lados, que servem para paiol em máo estado, no valor de quinhentos mil reis, que sáe á margem |  500$000

    Sete lanços de senzalas, parte com varanda, cobertas de telha, por tresentos e cincoenta mil reis, que sáe á margem | 350$000

    Cinco lanços de casa, madeira roliça, cobertas de telha, sendo tres assoalhadas, por tresentos e cincoenta mil reis, que sáe á margem | 350$000

    Dois lanços de cazas cobertos de telha com um alambique, tres tachas de cobre para assucar, uma de ferro para cozinhas para porcos e sete caxas, quatro centos e cincoenta mil reis, que sáe á margem | 450$000

    [...]

     

    [Coordenação: Ana Pessoa (FCRB); Pesquisa e transcrição paleográfica: Andreza Baptista (PCTCC/FCRB) e Clara Albani (PCTCC/FCRB), 2021.]

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.