Álbum Palácio do Conde de Burnay, 1933

    Álbum Palácio do Conde de Burnay, 1933
    Portugal

           

    Capa, fachada do Palácio da Junqueira, vestíbulo de entrada, escadaria nobree pormenor do patamar superior

           

    Sala de Espera, galeria e gabinete

         

    Sala das Colunas e Sala Verde

       

    Sala Luis XIV ou Sala Amarela

       

    Quarto da Srº condessa, Toucadoe e Saleta

         

    Quarto, Antecamara e Passagem das escadas

       

    Casa de Jantar e Capela

           

    Sala de Música, Quarto do Srº Eduardo e Sala de banho

     

    Álbum Palácio Conde Burnay à Junqueira, 1933

     João Coutinho, Março de 1933

     

    Nota:

    Nos preparativos para o leilão do Palácio da Junqueira foi encomendado em Março de 1933 um conjunto de fotografias do palácio para figurarem no catálogo a ser impresso e que constituem a base do Álbum de fotografias do palácio.

    O Palácio tinha sido adquirido em 1880 pelo banqueiro Henri Burnay (1º Conde Burnay), que aqui realizou grandes renovações no seu interior; restaurou, ampliou vários espaços que foram decoradas com obras de arte, porcelanas e mobiliário diverso. Artistas portugueses e estrangeiros foram contractados p ara trabalhar no Palácio. Malhoa pintou o tecto da sala de jantar (1886), Rodrigues Pita criou os estuques em relevo da sala de baile, Ordoñes pintou o tecto do teatro, os italianos Carlo Grossi, pintor, e Paolo Sozzi, escultor, trabalharam na decoração dos interiores.

    Depois da morte de Henri Burnay, em 1909, o palácio passou a pertencer aos seus herdeiros, a mulher Maria Amélia de Carvalho e aos nove filhos: Amélia, Carolina, Henrique, Elisa, Pedro, Jorge, Sofia, Eduardo e Roberto. Após a morte da Senhora Condessa de Burnay, em 1924, os herdeiros manifestaram vontade de proceder à venda em hasta pública da valiosa colecção, tendo tido projecção nacional e internacional o anúncio desse leilão. Em 1936 é finalmente leiloado o recheio do Palácio, tendo parte do espólio sido adquirido pelo governo português e posteriormente integrado no acervo do Museu Nacional de Arte Antiga.

    Do álbum original foram realizadas várias cópias para serem oferecidas a membros da famila, sendo as fotografias deste texto reproduzidas de um destes álbuns gentilmente cedidos por descendentes do Conde de Burnay.

     

    Bibliografia:

     Henri Burnay : De Banqueiro a Coleccionador: Exposição/Casa-Museu Anastácio Gonçalves, Lisboa: CMDAG, 2003.

    Catalogue des tableaux, tapisseries, porcelaine, meubles et objects d'art, constituant la collection du premier Comte de Burnay dont la vente publique aura lieu a Lisbonne, au Palais de Junqueira en 1934, Lisboa, Leiria & Nascimento, 1934 ".

     

     

    Observações

    Coordenação e texto. Helder Carita, 2019

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.