...
...
Filtrar

    Casa do Dr. Oswaldo Cruz

    Casa do Dr. Oswaldo Cruz
    Brasil
    XX

    Autor / Mestre / Construtor

    Luiz Moraes Jr. (1867-1955)

    Heitor de Mello (1875-1920)

     

     

    Apresentação

    Estudo de caso da residência localizada na Praia de Botafogo, nº 406 e 412, que pertenceu ao dr. Oswaldo Gonçalves Cruz (1872-1917), médico e cientista, reconhecido pelo importante trabalho como sanitarista.

     

     

    Enquadramento Urbano e Paisagístico

    A casa foi construída na enseada de Botafogo, bairro da Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. Ocupou os lotes número 406 e 412, antigo 92 e 92B, no encontro da Praia de Botafogo com a atual rua Prof. Alfredo Gomes, que foi prolongada até a praia em 1935.

     

     

    Morfologia e programa interno

    A residência, composta por dois edifícios contíguos, apresenta planta em “U”, com três pavimentos. Os dois edifícios se conectam através de acessos pontuais localizados no segundo pavimento, através do hall, e no terceiro pavimento, pela galeria. 

    Em relação ao programa interior, o térreo é composto por depósitos, salas, quartos, além da biblioteca e vestíbulo. O pavimento acima é composto por diferentes salas e áreas de serviço como a cozinha e copa. O último pavimento é dedicado à área íntima da família, abrigando os quartos, toilete e até mesmo uma enfermaria. 

    A torre, que possui cinco pavimentos, se apresenta como elemento de destaque na extremidade do edifício, sendo interessante observar que somente no último pavimento essa área recebe uma nomenclatura, boudoir.

     

     

    Fachada principal

    A fachada principal apresenta três volumes, o primeiro à esquerda corresponde a casa para Elisa, filha de Oswaldo, o segundo volume está recuado, e o terceiro é o volume correspondente à torre. No pavimento térreo os vãos são em verga reta, no segundo pavimento em ogiva e no terceiro pavimento em verga reta. A platibanda é composta por parte sólida e parte vazada com balaústres e o trecho da casa da Elisa é coroado com uma platibanda em curva com dois pilares. A torre se apresenta como elemento de destaque na fachada, ultrapassando em dois pavimentos o último nível da casa.

     

     

    Cronologia e Proprietários

    1899 - Após passar um breve período em Paris, a família Cruz retornou ao Brasil e estabeleceu-se primeiramente no Vidigal e em seguida ocupou uma residência na rua Voluntários da Pátria nº168. 

    1911 - Entre outros endereços, Dr. Oswaldo Cruz encontra-se na casa da Praia de Botafogo, nº 406. O que indica que a família chegou a ocupar o edifício preexistente a esta casa.

    1912 - Oswaldo Cruz adquire os edifícios de Ana Joaquina de Araujo Gomes Bernardes, Baronesa de São Joaquim, que herdou as propriedades de seu pai, João José de Araújo Gomes, o Barão de Alegrete. 

    1915 - O projeto para a construção da casa é submetido à prefeitura, conforme a especificação para a construção dos edifícios indicava.

    1939 - A família vende a propriedade para a Economizadora Imobiliária S. A. 

    1940 - O edifício abriga a Associação São Marcelo, dirigido pelas Religiosas Escravas Concepcionistas do Divino Coração, onde funcionou o Ginásio de São Marcelo e a Escola Gratuita de Santa Teresa.

    1947 - O Instituto Brasileiro de História da Medicina solicita ao então Ministro da Educação e Saúde, Dr. Clemente Mariani Bittencourt, a aquisição do imóvel da Praia de Botafogo para sediar a Casa de Oswaldo Cruz, instituição a ser criada também através desta mesma moção com a intenção de preservar a memória do ilustre médico. Em 26 de agosto de 1955 o vereador Levi Neves propôs o projeto de lei que previa a desapropriação do referido imóvel para a criação da Casa de Oswaldo Cruz, novamente com a intenção de criar uma instituição de memória.

    1955 - O edifício é demolido dando lugar ao empreendimento imobiliário Edifício Hindú. 

     

    Oswaldo Gonçalves Cruz, nasceu em 1872 na cidade de São Luiz do Paraitinga, no estado de São Paulo. Era filho de Bento Gonçalves Cruz (1845-1892) e Amália Taborda de Bulhões Cruz (1851-1921). Em 1892 concluiu os estudos na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Casou-se com Emília da Fonseca Cruz (1873-1952) em 1893, com quem teve seis filhos: Elisa (1894-1965), Bento (1895-1941), Hercília (1898-1968), Oswaldo (1903-1977), Zahra – falecida ainda bebê – e Walter (1910-1967). Em 1897, junto da família, passou uma temporada em Paris para estudar, retornando ao Brasil em 1899. De volta ao Rio de Janeiro, Oswaldo instalou-se, a princípio, na casa do sogro no bairro do Vidigal, e em seguida na rua Voluntários da Pátria, nº 168, em Botafogo. Ordenou a construção da residência da Praia de Botafogo, projeto de Luiz Moraes Jr. (1867-1955), seguindo um extenso memorial que detalhou todas as etapas da construção. Desenvolveu uma longa e prestigiada carreira, sendo reconhecido pelas importantes medidas sanitaristas do período. Em 1906 foi prefeito da cidade de Petrópolis, onde se estabeleceu por breve período. Ainda em Petrópolis, em 1917, faleceu devido a problemas renais. 

     

     

    Documentação

    Escritura de compra e venda da Casa do Dr. Oswaldo Cruz

    Especificações para a construção da casa do Dr. Oswaldo Cruz 

    Plantas antigas da Casa do Dr. Oswaldo Cruz 

     

    Aspecto dos edifícios da Praia de Botafogo respectivos aos lotes adquiridos pelo Oswaldo Cruz, na época propriedade da Baronesa de São Joaquim. Autoria de Alfredo Luis Baptista, 1926. (Acervo IHGB). Fonte: LAGO, Pedro Corrêa. Brasiliana IHGB: 175 anos. 1ed. Rio de Janeiro: Capivara, 2014.

     

     

    Revista da Semana, 12 de fevereiro de 1916.

     

    (1) Escritório de Oswaldo Cruz na casa de Botafogo, s.d. (2) Elisa Oswaldo Cruz, filha de Oswaldo Cruz, com Joaquim Vidal, seu marido, na residência de Botafogo, s.d. (3) Oswaldo Cruz, sentado, s.d. (4) Emília da Fonseca Cruz e os filhos, em 1915, em Londres. Acervo Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz. 

     

     

    Bibliografia

    A Gazeta da Pharmacia, agosto de 1947. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/029548/1914>. Acesso em 22 nov. 2023.

    Biblioteca Virtual Oswaldo Cruz. Em família. Disponível em: <https://oswaldocruz.fiocruz.br/index.php/biografia/vida-pessoal/em-familia>. Acesso em 17 nov. 2023.

    Bonde passando na Praia de Botafogo. Fotografia de Augusto Malta, 1920. Acervo Instituto Moreira Salles.

     Fotografia aérea da Praia de Botafogo. Fotografia de S. H. Holland, 1930. Acervo Fundação Biblioteca Nacional.

    Gazeta de Noticias, 10 de outubro de 1939. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/103730_06/23830>. Acesso em 22 nov. 2023.

    Planta da Cidade do Rio de Janeiro. Acervo AGCRJ, 1935.

    Portal Fiocruz. A trajetória do médico dedicado à ciência. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/trajetoria-do-medico-dedicado-ciencia>. Acesso em 17 nov. 2023.

    Revista da Semana, 1916. Disponível em: <http://memoria.bn.br/docreader/025909_01/23556>. Acesso em 17 nov. 2023.

    SANTOS, Ricardo; VIEIRA, Felipe; LOURENÇO, Francisco. O “Dr. Photographo” Oswaldo Cruz. Biblioteca Nacional. Brasiliana Fotográfica. Disponível em: <https://brasilianafotografica.bn.gov.br/?p=34024>. Acesso em 17 nov. 2023.

     

     

    Observações

    Coordenação: Ana Pessoa (FCRB), 2023

    Pesquisa e colaboração: Renato Gama-Rosa (Fiocruz), Ana Lúcia Vieira dos Santos

    Pesquisa e edição: Andreza Baptista (PCTCC/FCRB).

    Desenho técnico: Marcele Araújo (PIBIC/FCRB)

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.