Filter

    Casa de Poovos

    Casa de Poovos
    Portugal
    XVII

       

    Plantas das Casas de Povos

    [Anónimo: [Pedro Nunes Tinoco?]. S.d.: ca 1638

    Biblioteca da Ajuda. Iconografia, Des. 54-X-29, 225 e Des. 54-X-29, 225v

     

    Legenda

    Piso nobre –quintal – 2 do Sr. – camara – de lavor – guarda roupa – toucador – antecâmara – sala – varanda – pátio principal

    Rua que vai para a fonte grande

    Piso térreo –quintal – cozinha – pátio principal –estrebarias que estão destelhadas - lagar

     

     

     

    Nota:

    Constitui uma rara planta de uma casa nobre do século XVII com a indicação da nomenclatura dos espaços interiores. De salientar, a estrutura de espaços interiores assinala junto da camara de dormir uma “casa de lavor” e um “toucador”, compartimentos que vemos serem divulgados no século XVIII e que aqui surgem como marca de modernidade.

     Sem assinatura e data, no verso da planta encontra-se a designação de: “Casas de Povos”. Dado que os Ataide, condes da Castanheira, eram também senhores de Povos e Cheleiros,  este facto permite-nos  integrar esta planta num conjunto de  outras plantas de casas e edifícios religiosos pertencentes aos bens do 5 º conde da Castanheira.

    Em clara sintonia com a Quinta da Foz, a Quinta de Santo António e a Quinta do Conde em Colares estas plantas constituem levantamentos preparatórios para a remodelação destas grandes casas pertencentes a D. António de Atayde, 5º conde da Castanheira  que já idoso herda de seu sobrinho 4º conde da Castanheiro um vastíssimo património arquitectónico construído, sobretudo, por seu avõ 1º conde da Castanheira.

    Pensamos ter sido na condição de Governador de Portugal que o 5º Conde da Castanheira, terá encomendado ao arquitecto das obras Reais, João Nunes Tinoco, e daí, mais tarde este conjunto de plantas terem ficado na documentação da Casa Real.

     

     Bibliografia:

    Luzio, Luisa Franco, “D. António de Ataíde, 1º conde da castanheira e o patrocínio de arquitectura ao romano na primeira metade do século XVI” in D. João III e o Império, Actas. Lisboa, CHAM/CEPCEP, 2004, pp.1011-1046.

     

    Observações

    Coordenação e Texto: Helder Carita, 2019

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.