Filter

    Contrato de obras das casas de D. Maria Ataide,1636,

    Contrato de obras das casas de D. Maria Ataide,1636,
    Portugal
    XVII

    Contrato de obra das casas de Dona Maria de Ataíde, filha do Conde de Santa

    Cruz, segundo traça de Pedro Nunes Tinoco, 1636

    (ANTT, Cartório Notarial de Lisboa n.° 3 (antigo 11), 1.° 209 fls. 26v.-27v

     

    Transc. In COELHO, Teresa de Campos, Os Nunes Tinoco uma dinastia de arquitectos régios dos séculos XVII e XVIII, Lisboa, Fundação da Casa de Bragança, 2018, pp 475-477

     

    "Saibaó tf" este estr de contrato e obrigaçaó e como milhor nomes e lugar em dr.'° /avia viraó q no ano do nacim" de nosso s°r jezus Xp'° de mil e seiscentos e trinta / e seis em onze dias do mes de julho na Cde de Lisboa nos aposentos do Con/de de santa cruz dom martinho mascarenhas do Conselho de estado de Sua M &  prezidente do tribunal do desembargo do paço estando elle ahi pre/zente em seu proprio nome e como por e legitimo administrador q / he da pessoa e béns de dona ma de Ataide sua filha q está debaixo de seu /poder e administraçaó, e estava tambéprezente a Con­dessa donajoana de vi/lhena sua molher, e isto de húa p" e da outra estavaóprez!" pero domin/gues mestre da obra de pedreiro m°r na travessa dos curas fregf da igr." dos / anjos, e simaó fr" mestre de obras de carpintaria mna mesma / travessa efrega:, e logo por elles partes todos juntam" e pella de hú de/lesfoi dito a mim fm p" as f ao diante nomeadas, q elles estaó contrata!dos pera effeito, de elles ditos mestres fazeré as obras de suas cazas que / estaó nesta í* na entrada da rua q vai do Rexio pa o collegio de san/to Antaó o novo, q saó da dita dona ma de Ataide filha delles Condes / e tem to­mado elles mestres a seu cargo o averé de fazer as ditas obras / de empreitada a saber cada hú o q toca a seu officio, e sobre os preços tem/po dos pagam"" e mais couzas couzas tocantes as ditas obras ate estaré de todo acabadas conforme a traça q lhes foi mostrada de p° nunez tinoco / architeto de sua mg1", disseraó q estaó contratados na forma seguinte # Item / se obriga elle mestre p° domingues afazer em a dita obra cada braça de parede or/dinária de pedra e calem preto poada elle tudo a sua custa por mil e duzentos / reis medindose os vaós por cheios, # Item por cada braça de guarnisóis por cento / e oitenta reis / Item mais fara cada braça de fontal de forrado guarnecido e acaba!do por seiscentos rs, Item por cada braça de telhados mouriscos pondo elle toda! a telha a sua custa e elle dará quinhétos e cincf rs, e assi mais se lhe dara /por cada braça de pano de chaminés mil rs, Item por cada palmo de / pedraria bastarda lavrada de picaó e lancil se lhe dara setenta e sinquo / rs, Item por cada vara de cu­nhal de pedra bastarda lavrada de picaó medida / ordinariam" se lhe dara quinhentos e cincf rs, Item disse elle mestre simaó / fr™ q se obriga a fazer nas ditas cazas as obras de carpintaria tocantes a seu ojfi/cio pellos preços seg" a saber por cada carro de madra em preto de toda a sorte / emtrando vigas e tirantes asêntado tudo em seu lugar se lhe dara mil rs con/tado ordinariam" Item por cada carrro de madr* branqueada nos madeiram"" / assi de castanho como de pursa asentado em seu lugar se lhe dara mil e cem / rs, e por cada dúzia de taboado de pinho de toda a grosura em preto / lavrado de meio fio asentado em seu lugar se lhe dara mil e seiscentos rs, e / sendo branqueado por húaface som" se lohe dara mil e oitocentos rs, Item por calda dúzia de taboado cercado branqueado planado, asen­tado em seu lugar se lhe / dara mil e duzentos rs, Item por cada qual das portadas que se fizeré nas ditas cazas / sendo de chanfro, sendo ordinários, e vãs por outras e sendo as consoeiras de castanho / e as taboas de entremeios de pingo, com suas fechaduras e ferragéns necesf" / asentadas em seu lugar húas por outras se lhe dara mil e setecentos rs, Item / e sendo cazo q sera necess" fazerse e se fara cõ ejfeito qualquer obra asi no I q toca ao ojficio de pedreiro como de carpintr" q naó tenha preço decla­rado neste / contrato e escritra delle, a tal obra q se fizer sera avaliada e estimada / pellos juizes dos ditos ojf: a que tocar assistindo a dita avaliaçaó e esti/mada do dito architeto p° nunez tinoco, como també hade assistir a toda / a medição q se fizer na dita obra, os quais atras elles ditos mestres se obril

    (fl. 27)

    gaó e defeito obrigaraó a fazer cada hú no q toca o seu officio pellos / ditos preços atras declarados na comformidade da traça / do dito architeto q tem visto, e esta assinada por elles Condes e pello e pello di/to architeto epor elles ditos mestres, e daraó acabada a dita obra no q toca as logeas e / sobrelogeas ate a altura dafaxa que mostra a dita traça, tudo travejado e asolhado / e madeirado ate dia de natalpro- ximo q embora viraI no fim deste prez? anno de mil seiscentos e trinta e seis, em forma q do / prym.™ do anno q embora vira de mil seiscentos e trinta e sete / em diante se possaõ alugar as as logeas e sobrelo­geas das ditas cazas e para efei/to de se começar afazer logo a dita obra, elles condes mandaraõ entregar / a elles mestres a soma e conthia de cento e sincf mil rs, a saber cem / mil rs q elle mestrep° domingues q recebeo em dr° de contado por mo/edas correntes neste Reyno q contou e dise estaré certos e se I entregou da dita conthia por conta da obra q hade fazer nas ditas cazas / tocantes a seu off° de pedreiro da qual conthia da quitasaó a elles Condes / e elle dito mestre simaó ff" recebeo os sincf mil rs restantes por conta / da obra de carpintaria q hade fazer nas ditas cazas de q també da / quitasaó a elles Condes, as quais contias receberão p" mim fm e as ditas / f, e elles Condes se obrigaó a dar epagar mais a elles mes­tres outros cento / e sincf para acabaré a dita obra de logeas e sobrelogeas ate a altu/ra da faixa como acima se declara, dos quais cento e sincf mil rs lhe /faraó o pagam'0 na forma seg", a saber daraó a elle mestrep° domingues / no mes de setr°, outubro, novembro e dezembro, q saó quatro mezes em cada / hú delles vimte e sinquo mil rs q vé a ser cem mil rs, e a elle dito mestre / simaóf?" daraó doze mil e qui­nhentos quinhentos rs em cada hú dos di/tos qtiatro mezes acima referidos q vé a ser sincf mil rs, cõ q sepre/fasé os outros cento e sincf mil rs, as quais conthias, seraópagas a cada / hú delles ditos mestres nos princípios dos ditos mezes, cõ declaraçaó / qpara elles mestres cobraré os ditos cento e cincf mil rs aos mezes pella / marí" q fica dito aprezentaraó a elles Condes certidão do dito Architeto /porq conste teré gastado e empregado na dita obra as conthias de dr° q ate o / tal tiveré recebida, e tanto q elles mestrestiveré acabada a dita obra / de logeas e sobreditas pela marf q fica dito se fara medição delia, e sefara conta de tudo o q na dita obra se montar, e descontandosse o q cada hú delles tiver / recebido, tudo o q falta para seu intr° pagamento, o averaó elles mestres pe/llos alugueres das ditas logeas e sobrelogeas, e bem asipello aluguer das cazas em q ora vive nicolao acao lapidario q estaó junto das mesmas cazas / desta obra nova, e dando elles Condes satisfaçaó aos ditos mestres na forma / desta escrita daraó elles di­tos mestres a dita obra acabada ate o dito dia de / nattal e fim deste dito anno, e naó a dando acabada correrão os ditos alugueres /por conta delles mestres do dito primeiro dia de janro em diante, como se tal obra esti/vera acabada, e desta manr" diseraó elles partes nos nomes q reprezentaó q estaó / contratados epromete e se obrigaó cada húpella p" q lhe toca q sempre em / todo o tpo o cumprirão como neste estr° se conté, e q nunca iraó contra este contrato / em p" né em todo em juizo né fora delle de feito né de d^népor modo al/gú q seja, e para o asi cumpriré com mais todas as custas destes e perdóis / e danos q pella tal rezaó sefizeré e receberão obrigaraó e defeito obrigaraó / a saber elles Condes seus bens e rendas ávidos epor aver, e em especial os alu/gueres das mesmas cazas em q ficaó consignados os ditos pagam"", e elles obrigaraó suas r" e todos os seus bens ávidos epor aver, e /em especial obriga e hipoteca elle mestre p" domingues, húas cazas q téI nesta (?'' na dita travessa dos curas q saó as mesmas em q vive q disse se/

    (fl. 27v.)

    réforeiras infatiota a Antf daz^° da sihf de q se lhe paga de foro oito/centos e corenta rs em cada hu anno e dise q saó suas livres /q naó saó beis de capella morgj° né dotais né as tem obrigadas né ipotecadas / o fianças dividas né outras obrigaçois algúas, e elle dito mestre simaó/ff" hipoteca especialm" as cazas em q vive na mesma travessa q tam/bé dise seréforeiras ao dito Ant° daz!10 em quinhentos e sesenta rs cada / anno, e disseraó elles mestres q obrigaó as ditas propriedades de cazas / a saber cada hú a sua pa comprimw de tudo o qpor esta escritra ficaó obri/gados contanto q a especial hipoteca não derrogue a geral obrigaçaó / dos mais seus bens népello contr°, e no cazo q elles mestres ou qualquer / delles queira ir contra esta es­critr* em parte ou em todo naó seraó ouvidos em / couza algua atepr° e com effèito depozitar cada hú a contia q ora recebeo em / maó e poder delles Condes onde seu â1 q poderaó receber sé fiança por /tf para tudo receberé os abonaó elles mestres, e contra isto naó averaó /escrivão de Sua M^ e avendo a renunciaó cada hú por sua parte / e naó uzaraó delia, epor esta clauzulla depozitaria pediraó ellesp"' em / confor­midade lhe escrevese nesta escritra na qual consenté e queré q se cum/pra na forma das leis de Sua Mg^ sobre ella posada para o q asinaraó as / obrfigaçois destes seus bens asi em geral como em especial e por tudo se / obrigaó elles p** responder nesta dk perante asjusf delia ou desta / corte para o q renunciaraó juizes de seu foro e domicillio previlegios e liberdades de leis e ordenaçois serias e todo o mais q defeito e de dr" por si e em/ seu favor alegar possaó q de nada q contra este estr° seja uzaraó salvo todo / cumpriré como dito he e em t° de verdade asi o outorgaraó e mandaraó escre/ver este estr° nesta nota e delia passar os treslados necesf q elles pK pediraó e acei/taraó e eu fm tudo aceito em nome de qué tocar auzf como pa pu estipulam/te e aceitante f q foraóprez!" o dito Architeto p° nunes tinoco / eAnt0 mouro escrivão do juizo do sivel desta Cu, e sebastiaó / dafonseca capellaó delles Condes e eu fm conheço a elles outorg* seré os /proprios conteúdos neste estr° e o dito sebastiaó da fonseca assinou por elles / mestres a seu rugo de ambos por naó saberé escrever, e os ditos Condes / assinaraó na nota cõ as f e eu mateusfrra da costa fm a escre/vi, e declaro eufmqo dito Conde naó esteve prezí' mas asinara /por termo nesta escritra, e pella dita Condessa e mestres fica outor/gada e asinada esta escrtra e a resf ficaó fs os ditos dito a escre/vi, entre­linhei, capitaó dos ginetes, fara, por, fe, deste anno ate / fim delle, primeiro asinou dela por cruz de simaó fi" Dona Ma / de Ataíde p° d/s Antonio mouro Assino a rogo dos dittos mestres Sebastiaó da Fonca 

    P° Nunes Tinoco

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.