Filter

    Carta do Conde de Tarouca, Abril de 1734

    Carta do Conde de Tarouca, Abril de 1734
    Portugal
    XVIII

     

    CARTA DE JOÃO GOMES DA SILVA A SEU FILHO FERNÃO TELES DA SILVA. VIENA DE ÁUSTRIA, 14 DE ABRIL DE 1734.

    BIBLIOTECA PÚBLICA DE ÉVORA, Cód. CX/1-6, n.º 25, fls. 1 a 17 v.º.

    Transcrito: CALDAS, João Vieira; COUTINHO, Maria João Pereira, “O Nome e a Função: Terminologia e Uso dos Compartimentos na Casa Nobre Urbana da Primeira Metade do Século XVIII” in A casa Senhorial, em Lisboa e no Rio de Janeiro, Anatomia dos Interiores, Lisboa, IHA/FCSH/VOVA – EBA/UFRJ, 2014, pp.157-189

     

    “Paragrafo 1.º Meu Filho do meu coração Persuadindo a reza[o] e o amor a que se satisfação as pertençõens dos Filhos quando são justas, e licitas, não podia eu escuzar me de fazer o que me pediste em mandar vos promptamente huma planta para a casa que quereis fabricar; Não sei se acertastes em vos entregar a minha direcção nesta matéria, porque em todas se deve recorrer aos professores, antes do que aos simplesmente curiozos que se ocupão nas artes por divertimento, e não por emprego; assim me sucçede a mim na Architectura, ou militar, ou Civil, nas quais não merece outra autoridade, mais que a de ter visto muito. Duvidei se dezejaveis que eu mesmo inventase a planta, ou a fizese inventar por outrem, e ainda que o segundo meio seria talvez o mais sesudo, como o primeiro era o mais affectuozo, enpenhou me o carinho a trabalhar nesta, no que me não deveis pouco, pois que não trago, há tempos, animo para aplicaçoens engenhozas.

    2.º Por essas rezõens vos aconselho em primeiro lugar, e athe mando que não vos prendais a seguir o meu invento porque he totalmente oposto aos dos Architectos que ahi consultaste, e eu em algumas partes delle deitei por caminho tão novo, que [he] / fl. 1 v.º / mui possível que não sejão da approvação geral. Deixo vos total1 para a escolha, e suposto, que haja actos em que os Conselhos dos Paes são preceitos, no de edificar por hum modo, ou por outro2 milita aquella regra He huma deliberação que se costuma regular unicamente pello gosto de cada hum, e he hum Capricho que se dispensa de obediençias, ou atençõens comtanto que não passe a mui desordenado. Finalmente para que perçebais bem com quanta sinceridade procuro que vos não constrangais (sic) a executar o meu dessenho me explicarei com este exemplo. Se vos quizeseis agora fazer hum vestido azul, e eu vos disesse que antes o fizésseis vermelho por ser essa cor mais da moda, ficaríeis vos por ventura obrigado a seguir em modas hum velho, que por sezudeza, nem deve cuidar, nem entender muito dellas?, certamente não ficaríeis. Ora isso mesmo observai nesta planta.

    3.º Em segundo lugar vos aconselho, que antes de tomares a empreza de huma casa magnifica, pezeis bem a sua importançia porque, sendo muito agradável para as Familias Illustres terem nas Cortes moradas boas, e próprias, devem tambem reflectir em que se hum Palaçio lhes custa por exemplo duzentos mil cruzados esses empregados em fazendas lhes renderião dez, e podia ser lhes mais conveniente augmentar de muito a renda anual, do que a Pompa. Bem

    considero, que vos vedes forçado a continuar a obra que achaste começada, mas, como por experiencia geral / fl. 2 / o apetite de edificar costuma embebedar os homens, tomo a precaução de lembrar vos que sois administrador, e não Dono da obra que emprendeis, e esse he o motivo que eu tive para estudar nesta planta, que parecendo ella de grande custo, o não fosse realmente, como abaixo hirei mostrando por partes.

    4.º Assentando nestas duas advertençias de não vos constrangeres a seguir o meu dessenho, e de não vos corromperes pello gosto de fazer edifiçio pompozo passo a explicar vos o que entendo sobre as plantas que me communicastes, e sobre a que formei, e vos invio.

    5.º A de Messier he absolutamente impropria para hum Fidalgo em Lisboa, e somente boa para hum banqueiro em Paris. Não tem quarto para homem sobre, nem mais do que huma antecamara grande para Mulher; tem escada sem sabor, e em algumas circunstancias irregular, alem do defeito dos tabuleiros serem mais estreitos que o comprimento dos degraos. Tem muitas imperfeiçõens nos que chamãos os Francezes tremaux, e nos dizemos membros entre as janelas, e portas; emfim não há couza alguma que a recomende se não a de custar menos que as outras.

    6.º A de Canevari he tão condenavel, que se não pode ver sem enfado, e indignação, consistindo o meu principal reparo em que hum tão pobre engenho como o que se lhe conhese pella planta se atrevesse a hir servir a el Rey. Nos riscos que vierão não se descobre qual era o seu intento no quarto alto, mas eu o infiro / fl. 2 v.º / dos disparates que fez no quarto baixo, e no outro que dizemos3 da rua, o qual somente vem signalado nos ridículos Almazeins infinitamente custozos que elle ordenava para a parte da Travessa do Jaques. A sua escada custaria muito, e tem os degraos mais estreitos nas passadas do que devem ser. Para a praticar estreitou com extremo todo o principal corpo do edifício, deitando fora algumas das casas novas que já tendes feitas, e o que sobre tudo me escandaliza da tal escada como inamissivel he que para entrar della no quarto baixo se serve de huma baranda descuberta, e muito má. Os cantos quadrados da escada no pateo darião nelle grande prejuízo, e por esta rezão os fis eu redondos na minha escada. Para huma tão má casa vos cortou muito a fachada sem se aproveitar nobremente da luz que ganhava para a parte da Igreja do Loreto, e neste mesmo erro cahio Messier. Vos me pareseis mui namorado do seu Portal, ao qual impropriamente chamais pórtico, porque Portico na Architectura he outra couza, e esta palavra não tem sinonimo em Portuguez senão talvez o de Alpendre; mas devo declarar vos que este portal, sendo de grande despeza porque em Lisboa custaria muito por falta de pedreiras as suas Colunas, Pilares e ombreiras inteiras, não he tão bom, como vos cuidais, e somente nesta corte de Vienna apontarei mais de doze melhores do que elle. Eu me espanto na verdade de que o dito portal fosse m[esmo] louvado pello Marquez de Abrantes, porque o Marquez, ainda / fl. 3 / antes de hir a Roma, e já quando eu vim desse Reyno entendia bem a Architectura. Foi fortuna para vos que Canavari sahise de Lisboa.

    7.º A planta finalmente de Santos Pacheco, ou de Diabos Pacheco he na verdade a couza mais monstruoza que vi fazer a hum Architecto, se he que elle se pode chamar Architecto, he huma massa de pedra e cal com tantas paredes, e tais grossuras nellas, que se as mandar medir como se pagão aos Empreiteiros, e como eu hei de medi las se houver tempo, achareis que tem grande quantidade de pedra, e cal, mais do que a da minha planta, e não ha maior imprudençia nos directores de edifiçios, do que empregar muitos materiais sem necessidade, devendo advertir se que a cal nesse Pais hia melhor do que nos estrangeiros, e como ahi temos a regra assertada, de que nas casas que não são de abobada não hão mister as paredes mais grossuras do que a decima parte da largura da casa, vejo o excessivo gasto de balde, que elle ordenava; Alem de não haver nem bom gosto, nem ordem, nem regularidade de Corpos e de membros, nem propriedade de uso em muitas das suas pessas fez os mais torpes resgamentos de janelas que eu já mais vi; muitas dellas tem o que ahi chamamos viagem, e contra viagem, o que em janelas se não pode perdoar: tambem eu não perdoo este defeito nas portas, mas reconheço que as vezes nos riscos paresse não havendo, que ha viagem, e contra viagem em algumas portas / fl. 3 v.º / quando a parede de huma casa cahe obliquamente sobre a parede de outra casa, porque emtão os chamados enchalsos que estão perpendiculares para huma casa não o estão para a outra e com isso justifico duas portas da Camara na minha planta. Na escada do tal Pacheco se faria grande despeza porque os degraos seriao, como ahi se chama de engauchido que são lavrados por riba, e por baixo, e isso dobra o custo, a que se ajunta o dos balaústres, e corrimoens. Sobre o defeito de pouca luz teria o dos lanços compridos, porque em dezasete degraos ja ha descompostura para as Senhoras. Poucas vezes se vira em huma mesma planta nove escadas diversas como se observa nesta, e todas maas. Não compreendo a rezão porque fez no quarto baixo huma janela falsa para a rua formosa, e Canevari fazia mais outra para a calçada do Combro, e eu nunca as posso sofrer porque são defeito; Mas o não he que tudo o que elle fabricou embaraça notavelmente para a continuação do edifiçio.

    8.º Quem preferise a todas as conçideraçoens a de querer esta casa bem regular havia de derrubar a parede da rua formosa aproveitando se das pedrarias, e deixando em pé o que está feito para a calçada do Combro, mas eu atendendo ao segundo conselho que vos dei no principio desta Carta de poupar despeza, rezolvi me / empregando grande aplicação / a conserva la inteiramente, e a não demolir pessa alguma das que estão já formadas, fazendo somente / fl. 4 / para melhora la as pequenas mudanças de chemines, ou portas que achareis marcadas com cor diferente em huma pequena planta daquillo que ja tendes feito, a qual mando só para mostrar as emendas. Especialmente he preçizo transplantar a chemine posta já na parede exterior que olha para a Igreja das Mercês, porque em Palaçios não se admite chemine nas paredes exterio

    res, e isto mesmo determinarão Canavari, e Missier. Tambem aboli huma chemine que furaria o pavimento da terceira antecâmara, e transplantei a chemine que me prejudicava a o oratório, mas athe conservei huma torpe escadinha obscura, que não sei de que vos serve.

    9.º Não posso encobrir alguma vaidade que formo da passiençia e fleima que me foi preçiza para accomodar tão extraordinárias paredes a que servisem para hum quarto bem nobre, o qual quando alguém o não ache de bom gosto, não lhe pode negar a magnifiçençia Em hum mez que vos auzenteis dessa vossa morada actual podeis fazer nella as mudanças neçessarias para que as paredes do dito quarto baixo recebão sobre ellas as paredes do alto, e a vista dessas mudanças conhecereis que não necessitava o Pacheco de formar tão torpes paredes, como as das casas que correm pella rua formosa.

    Quando o ângulo de hum edifiçio he obtuso basta dar figura extraordinária a huma só casa como eu fis no oratório para salvar a irregularidade das outras Casas, e não devia aquelle homem hir metendo cada casa em esquadria separadamente a custa de tão grossas / fl. 4 v.º / paredes, sem utilidade, e de torpeza nas janelas. O seu principal erro foi o não sacrificar huma porção do vosso sitio para a parte da rua formosa, e assim meter o edifiçio todo em esquadria visto que tinheis tanto terreno. Eu pago agora a sua tontice porque não posso pella travessa do Jaques encubrir a fialdade, suposto que a dissimulo quanto he factivel, formando pella dita Travessa / na qual nunca podia haver fachada / diversos corpos entre si regulares, os quais metem o grande corpo do edifiçio na possível regularidade. Observai hum cunhal que cobre o angulo obtuso de duas paredes de fronte da Igreja das Mercês. Esse he o lugar por donde Santos Pacheco devia cortar o vosso terreno, ainda que perdesse assas porção do sitio para assim ganhar a esquadria exterior do edifiçio.

    10.º Refutando pois inteiramente os sobreditos tres Architectos, começarei a esplicar a minha planta, mas quero primeiro apontar vos huma necessária conçideração. Conforme o documento antigo si fueris Rome, Romano vivito more, deveis edificar na maior parte seguindo o metodo Portuguez, mas isso não impede que emendeis em algumas circunstancias o dito nosso método, reflectindo no que tem de bom, os das outras naçoens. Os Italianos, mestres absolutamente de algumas artes, como a da Architectura, escultura, Pintura, Musica, etc., fazem Palaçios vastos, sabem melhor de que outra gente aplicar lhes os ornamentos, e ajustar lhes as proporçõens, mas cuidão pouco nas commodidades, e agazalhos para viver nelles, / fl. 5 / e na economia dos repartimentos. Os Françezes querem, mas infelizmente, igualar o estudo, e acerto dos Italianos, e nem o logrão nem conseguem formar boms edifiçios, açertão porem, e com ventagem a os Italianos no trabalho primorozo de madeira, com que enfeitão por dentro os gabinetes, e pessas semelhantes. Os Inglezes, e Hollandezes ignorão a Architectura, mas tem particular habilidade para aproveitar os terrenos, e ganhar todos os cómodos possíveis, distinguindo se com especialidade os Hollandezes em poupar materiaes, de sorte que se as outras noçoens, fortificão as paredes para sustentarem os madeiramentos, elles compõem, e enlião a travação das madeiras de hum modo que ellas são as que sustentão as paredes. Os alemaes querem imitar os Italianos dispendiosamente com particularidade em Vienna, a donde de ordinario vem Architectos de Italia, mas não deixa de se conhecer aqui nas fabricas o mesmo humor grosseiro que ha em algumas outras couzas. Os Castelhanos não construem nada bom por nenhum caminho, e sobre os Portuguezes não hei mister interpor juízo, mas somente agora condenarei nos nossos Palaçios alguma couza, de que mui de propósito me apartei, porque nisso não fasso critica, mas fasso a minha defesa. Nada he tão extraordinário como a maldita introdução das nossas saletas, pois que se passa da grande sala para a primeira grande Antecamara por huma pessa pequena contra todo o uso do mundo. O motivo he de que na saleta assiste a creada, chamada Donna / fl. 5 v.º / Mas qual he a rezão porque essa Donna não pode assistir em huma saleta grande que tenha a figura, e uso de antecamara? He porque as senhoras querem ter as suas antecamaras fechadas? He bem  fechem a terceira antecamara, fechem a segunda, mas não fechem a primeira, e esta seja publica patente a toda a familia como se fosse saleta. Eu segui este expediente, mas porque a Donna com os seus costumados flatos de ventosidade se não queixa se de frio em casa grande lhe destinei felizmente huma casinha separada e immediata de donde veja ao mesmo tempo quem entra pella sala, e primeira antecamara, e quem vem pella escada particular do quarto baixo, de sorte, que nada pode escapar a vigilançia desse Argus com capelo, conservando eu por este modo a ordem pompoza do quarto nobre, e essa foi a principal reforma do nosso estilo que pratiquei na minha planta.

    11.º Os merecimentos della tais, ou quais vos refiro por paragrafos distinctos, e numerados, por huma provida rezão, e he que quando vos quizeres replicar me sobre os ditos paragrafos mos sinaleis pellos seus números.

    12.º Conservei o que estava feito sem embargo das suas irregularidades, antes lhe melhorei algumas, e conservei absolutamente todas as pedrarias que me avizaste que tinheis lavradas. Estendi a frontaria muito mais que Messier e Canavari; porque elles lhe farião dezasete janelas, e eu faço vinte huma; porem / fl. 6 / he menor que a frontaria do Santos Pacheco, porque elle faria vinte três, ocupando pella Calcada do Combro todo o vosso terreno, do qual eu corto treze palmos para que obrais nelle huma travessa dessa largura, suposto que inaçessivel as carruages, a qual Travessa dê luz a algumas casas do quarto de homem pella parte do Loreto. Como os principais enfeites das fabricas que lhes procedem dos seus proprios corpos são, arcos, barandas, colunas ou pilares, cupolas, áticos, tímpanos, e bons feitios de escadas procurei valerme de tudo isto com a moderaçao neçessaria, para enobrecer o Edifiçio.

    13.º Empreguei as janelas ja lavradas, que são muito boas, das quais não havereis mister mais

    que trinta sete, pois se hãode por somente nas tres fachadas, da calçada do Combro, da Rua formosa, e da parte do Loreto se he que dali tiveres luz, e se a não tiveres basta trinta. Nestas tres fachadas não havera frestas em cima das janelas nobres, mais do que na sala, e somente se hão de por frestas nas paredes para a Travessa do Jaques, e nas paredes interiores para o Pateo, em rezão de que por essas partes havera cazas de creados, e creadas, as quais cazas chamarei abaixo pella expreção Italiana de mezaninas. Achando se já feitos vários cunhais, ou pilares nas duas fachadas, fiquei forçado a imita los com outros, ainda que aquelles são defectuosos por estreitos, e por ter maos capiteis.  / fl. 6 v.º /

    14.º Fiz vinte cinco pessas no andar nobre, sem falar nas duas que servem so de conduzir para escadas particulares, o que não sei se haverá em Lisboa em outras Cazas de Cavalheros. Estas são o Oratorio, a Sala, treze Cazas para a Senhora, e dez para o Marido, sem que nem huma dessas Cazas se possa chamar pequena a respeito do serviçio a que he destinada; nellas não me paresse que falta alguma das que se dezejão para o uso, nem tambem há alguma que se julgue desnesessaria.

    15.º Fiz em baixo o saguão de sessenta e hum palmos em quadro, capaz de voltarem dentro nelle os coches a seis Cavallos, o qual he como hum Peristilo formado por doze arcos, e por ter boa altura, e ter paredes fortes, com pilares, cercadas por toda a parte das escadas, pode ser de abobada com lunetas. Porem talvez que vos para cobri lo acheis ahi, ou mandeis vir do Norte vigas com tal commodidade que vos custem menos que as abobadas; se quizeres usar dellas, eu vos inviarei hum risco de como se ha de fazer o vigamento de que ahi se não tem conhecimento. Tres daquelles arcos estão na entrada fronteiros aos tres que vão na rua, e vereis no risco do alçado que vos mando, pello do meio entrão os coches, e pellos dous juntos a elle sobem para a escada as pessoas que se apeão. Outros tres arcos opostos no saguão a estes vão para o Pateo, e sem embargo de terem vinte seis palmos de altura de luz / fl. 7 / plantados em cima de hum socolo de quatro palmos, e meio, o que tudo faz trinta, e meio. Ja ali passão por baixo da escada, e formão huma espeçie de pórtico a que chamaremos Alpendre. Dos seis arcos que estão nas ilhargas do saguão, em dous se metem ombreiras, e verga, que fazem huns chamados Portoens capazes de passarem por elles coches para o pateo, e em quatro, fechando os com paredes se metem portas para diversas serventias. Se eu quizera desperdicar dinheiro em colunas, e ornamentos faria este saguão digno de hum Prinçipe, mas aconselho vos que o deixeis simples, porque certamente assaz enfeitado fica pella sua mesma figura regular, e podereis somente por lhe pilares de tejolo cubertos de estuque com bazes de pedra sobre o socolo assima dito, porque os coches não os maltratem. Elle será muito claro, porque ainda, que a maior parte da sua luz se queira chamar segunda, essa lhe vem por muitos arcos e mui altos, e a luz que vem pellos dous portoens he primeira.

    16.º Fiz o pateo, para o qual vão os coches daquelle saguão, e he tão grande o tal pateo, que haverá muitos Palaçios em Lisboa que não tenhão tanto comprimento. Eu por necessidade o fiz de figura fora do uso, mas não desagradável, antes airosa, cabem nelle muitas carruages, e dá serventia para as offiçinas, estribarias, e cocheiras, adonde ha de haver vários portoens semelhantes aos dous / fl. 7 v.º / do saguão; Fecha se por huma Alameda, ou passeio de dezanove palmos de largo, sobre hum corpo de terra que não haveis de dezentulhar, mas revestir de muro, o qual muro termina em cima com grades, ou parapeito, que servem de resguardo a esse passeio, em que podereis por arvores. Elle será reservado, e commodo, porque fica ao nivel dos quartos nobres, e se a qualidade da terra não produzir arvores, sempre o podereis encher de laranjeiras em vasos, ou caixõens que farão bella vista aparecendo por cima das grades, e muro para o pateo, e vos dispensarão de enfeitar esse muro com ornamentos de Architectura. Com tudo no ângulo reintrante que está no meio do tal muro será bom fazer huma fonte, ou gruta de embrechados rústicos que não custão muito, a qual por ficar de fronte da porta, e entrada principal da rua, mostrará bella apparençia a quem passa pella Calçada do Combro. Se vos tivésseis poço nessa caza eu levaria com bem pouco custo a agua delle para a dita fonte, mas sempre esta será agradável se fizeres por detras da gruta, e enterrada no corpo do passeio, huma Maj de agua, com postigo para a Travessa do Jaques, pello qual se lhe introduzão pipas de agua, que em dia de função solemne sirvão de divertimento a os expectadores. Este grande pateo me paresse que não seja adornado por pilares, nem com grandes faixas, nem com janelas de mais trabalho no feitio, que o mui ordinario, e que somente o corpo da escada saliente / fl. 8 / leve pilares de tejolo com bazes, e socolo alto de pedra.

    17 .º Fis huma escada de treze palmos de largo, certamente para mim bella, porque nunca vi alguma que como esta cercasse por toda a parte a sala, e saguão, sem por isso impedir que da sala se entre nobremente para as antecamaras, e guardaroupas. A dita escada, que aos Ignorantes paresserá custoza, he a que se podia ahi fabricar com menos despeza, porque não tem corrimõens primorozos, nem grades, nem hum so degrao laurado de engauchido, nem mais ornato, que de pilares em que vão rematar socolos de pedra declives, nos quais socolos encaxão os fins dos degraos. He muito clara, commoda, larga, e nada descomposta para as Senhoras o que tudo vereis na planta della, que me pareceu mandar vos, separadamente, formando a com grande petipé, e involvendo a com a do saguão; ali se mostra que aproveitei os degraos que tendes lavrados. Como em cada hum lanço não ha mais que seis degraos, nem a escada he perigoza para creanças, nem penoza para velhos.

    18.º Fis a sala de sessenta e hum palmo em quadro como o saguão que esta debaixo, e nella pus doze aberturas de portas, e janelas. A porta que entra da escada para a sala tem aos seus lados duas janelas para a mesma escada, e estas são segundas luzes, mas quazi tão claras como pri

    meiras. Tem mais a sala outras duas janelas para a escada nas paredes das ilhargas, e tem duas portas para a primeira antecamara, e duas para a primeira / fl. 8 v.º / guardaroupa. Na parede para a parte da Calçada do Combro tem com luz primeira duas janelas, e huma porta, que, cahem para a baranda, em cima destas leva tres frestas para ainda mais luz semelhantes a outras tres frestas que dão para a escada, de sorte que quando tudo estiver patente ha de reçeber luz ou primeira, ou segunda por doze, ou janelas, ou frestas, sem falar na luz de duas portas, que fazem o mesmo effeito que as janelas. O pe direito da sala ha de ser maior que o resto do edifiçio com hum telhado mais alto, e eu o formaria em cupola redonda se não quizera evitar lhe a despeza de a cubrir de chumbo, quando o dito tecto basta que seja cuberto de telhas.

    19.º Fis para ennobrecer a fachada huma baranda de cincuenta e nove palmos de comprido sobre dezasseis de largo a qual pus sobre a entrada principal, não por entender que na Calçada do Combro tenhão muito uso barandas, mas porque esta condecorando a entrada deixa luz primeira, e viva para a sala. A dita baranda he descuberta, e tem total regularidade no frontespiçio, e nos seus lados. Ha de ser ornada com pilares, e sobre a cornija principal haverá hum atico, e hum tímpano na forma do risco do alçado ao qual vos chamais profil impropriamente porque o profil he aquillo que os Architectos chamão talho, ou tambem espaçado. A dita Baranda sera lajeada com correnteza tão declive que não faça alguma chuva prejuizo as Cazas, tera grades de pedra / fl. 9 / sobre Cornija, Frizo, e Architrava, sustentadas pellos seis pilares rústicos e pellos arcos da entrada. O corpo da dita entrada a o qual cobre a baranda he reintrante no edifiçio de tres palmos, e meio, para que nesse terreno se ponhão a sapata e os tres arcos, e seus socolos todos a nível, e o dito terreno depois da sapata vá declinando para a Calsada, conforme ella desser. Os dous arcos que dão luz ao saguão levão grades sobre peitoris fundados nos primeiros tabuleiros da escada. Nas paredes dos lados da Baranda ha portas para a primeira antecamara, e para a primeira guardaroupa.

    20.º Fis nestas duas cazas de 59. Palmos sobre quarenta e quatro e entre si semelhantes huma couza que não vi em Palaçio algum e que seria mui estimada em outros Paises; os estrangeiros chamão huma bella enfilada e a louvão muito quando as portas de muitas cazas enfião direitamente humas as outras. Ora nesta planta sucede haver tres grandes enfiladas paralelas no lado grande, alem das enfiladas menores em outros lados, e na primeira antecamara se vem com novidade tres enfiladas a saber, duas que atravessão a sala, e huma que atravessa a baranda. Estas todas podereis franquear abertas em hum dia de função mas no serviço quotidiano tereis aberta aquella de que gostares, e tambem podereis interrompela entrando em algumas pessas por hum modo, e em algumas por outro. / fl. 9 v.º / Nestas primeiras antecamaras, e guardaroupa ha huma janela que cahe para a escada, e he posta sobre o arco, ou architrava que eu apontei na planta especial que mando da escada, dizendo que por elle se começava a sobir a sala depois da entrada para o quarto baixo, o que agora repito para melhor inteligença da planta.

    21.º Fis a segunda antecamara de cincoenta e outo palmos, sobre quarenta e meio, a qual se communica com cinco cazas por tres lados.

    22.º Fis a terceira antecamara de sessenta sobre quarenta palmos, e a formei com os cantos redondos, assim por lhe dar variedade nessa especie de ouvado, como por poder servir me das paredes todas do quarto baixo, consistindo absolutamente neste expediente o remedio para a feia irregularidade, e estranha fabrica das atis paredes; Esta terceira antecamara he mais estreita que a primeira ainda que tem maior comprimento, porque, como naquella se entra atravessando a pella sua largura lhe dei toda a possivel.

    23.º Fis por esta mesma cauza, e para ganhar a esquadria na parede da rua formoza o oratório vizinho da segunda, e terceira antecamara pondo o no angulo do edifiçio, porque ainda que dezejando as senhoras ter as suas antecamaras fechadas, talvez se julgara defeito passar o Capelão pella segunda antecamara Esse defeito na verdade fica bem dourado pella circunstancia tão comoda, e tão estimavel de que possa ouvir a Missa quem estiver / fl. 10 / em qualquer caza das principais do edificio. He bem agradavel que a senhora achando se dentro no seu leito veja o celebrante no altar, e não he menos que o Marido, achando se com vizitas no seu quarto, e em lugar tão distante do oratorio, ouça tambem Missa, abrindo se a baranda, sem que os ouvintes dos dous sexos incommodem huns, aos outros, e não haverá ja mais tanta familia domestica de huma caza, quanta he a que pode aproveitar se da boa situação deste Oratorio. Elle he de forma assaz bonita, e dividido pellos dous arcos que o atravessão em tres corpos de diferente figura: no circular ha duas janelas, em cujos vãos se podem por athe a altura do peitoril caixões de vestimentas, e ali se ouve tambem Missa por detrás do nicho do Altar. O maior comprimento do oratório he de trinta e quatro palmos, e meio, e a maior largura de dezanove. Nelle se poderão fazer os enfeites de Architectura que permitir a bolsa, ou que inspirar a devoção.

    24.º Fis a Camara de quarenta e hum palmos sobre trinta, e quatro a qual tem portas para quatro cazas o que dá muita commodidade, e seguindo a moda estrangeira pus o leito no meio da parede maior, adonde fica com gala, vendo se delle todo o comprimento da terceira antecâmara, e o oratório

    25.º Fis o principal Camarim de vinte seis palmos de comprido: sobre vinte tres, e meio, e foi preciso por lhe janelas para a Travessa / fl. 10 v.º / do Jaques mais juntas do que os das três fachadas para que estas guardassem a mesma proporção que as de hum corpo immediato, o qual corresponde / metido em esquadria / com outro corpo que vai sobre o jardim; De serem as ditas janelas mui juntas segue se o poder adornar se este Camarim todo com Espelhos, e esculturas, escuzando tapiçaria, allem de que essas muitas janelas dão alguma representação aos corpos que ficão para a dita travessa nos fins das alas, ou Azas, os quais corpos de outro modo

    serião semsabores. Esta expreção de alas he estranjeira, mas eu não sei como nomear vos em Portuguez aquelles corpos que estando pegados a principal porção do edifiçio se distinguem delle do mesmo modo que as peninsulas se distinguem da Costa do Mar. No dito Camarim há hum grande almario para pendurar vestidos.

    26.º Fis o segundo Camarim de vinte e tres palmos e meio em quadro, entre o qual, e a Camara ha retrete assaz escondido.

    27.º Fis entre os dous Camarins hum escaparate de quinze palmos sobre onze para guardar brincos, e tambem nelle se poderem toucar senhoras.

    28.º Fis huma caza de louvor de trinta palmos, e meio sobre vintasete, a qual na planta vos ha de paresser que he esgonça / erro que eu não fiz jamais / mas os seus três ângulos são perfeitamente rectos, e no quarto lhe pus a chemine, moda que os estranjeiros tem introduzido porque provão que esta sorte de chemines / fl. 11 / deixão chegar para ellas mais gente a hum mesmo tempo, e aquentão maior porção da caza.

    29.º Fis huma Caza sextavada de vinte e outo palmos, e meio no maior comprimento, e dezasete de laergura, com todas as paredes, e membros nella iguais, e pus lhe o que ha poucos annos inventarão os Francezes chamando lhe nicho, que vem a ser alcova pequena, na qual não pode entrar mais que o leito para huma pessoa. Esta caza com a sua immediata que he ouvada destino para filhas ja mulheres.

    30.º Fis a dita caza ouvada de vintenove palmos de comprido sobre dezasete de largo, a qual, como digo destino para filhas. Ella com sua companheira semelhante que está no quarto de homem tem varias utilidades porque com cupola termina nobremente o Pateo, fazendo semetria com o corpo quazi ouvado da escada, que sahe para o dito pateo, e servem de dar entrada no passeio podendo fechar de maneira que fique rezervado somente para as pessoas nobres.

    31.º Fis huma caza de vinte seis palmos no maior comprimento, sobre dezaseis, e meio de largo, para nella se comer em particular com a familia para o que não he imprópria a porção que tem de circulo adonde leva chemine pellas mesmas rezõens que dei a respeito da chemine da caza de lavor. / fl. 11 v.º /

    32.º Fis huma caza de vinte outo palmos sobre dezouto, que destino para o aparador sempre que se comer em publico nas antecamaras, e nesta caza dezemboca a escada particular que vem do quarto baixo a qual he de seis palmos de largo, bem melhor que as particulares mui estreitas de Santos Pacheco, e em cima della ha outra do mesmo feitio pella qual hão de sobir as creadas para as mezaninas, e tem a sua entrada junto da Caza de comer.

    33.º Fis huma caza de vinte sete palmos de comprido sobre dezouto de largo que destino para que nella assista a Donna, e se prezerve como ja disse acima de tomar ventosidades na primeira antecamara

    34.º Fis tratando do quarto de homem a primeira, e segunda guardaroupa semelhantes a primeira, e segunda antecamara sem outra diferença se não que a segunda guardaroupa he hum palmo mais comprida sendo de Cincoenta, e nove.

    35.º Fis para terceira pessa, e talvez camara deste quarto destinada a receber as vizitas huma caza a que os Françezes costumão chamar gabinete de conversação, de quarenta palmos e meio de comprido sobre vinte nove de largo, e esta será clara ainda quando lhe falte luz da parte da Igreja do Loreto, da qual luz me não informaste athe agora.

    36.º Fis na esperança que haja esta dita luz huma galaria / fl. 12 / de outenta e dous palmos e meio sobre vinte sete de largo, destinada para livraria com os membros entre as suas janelas mui grandes para a commodidade de por livros.

    37.º Fis no fim dessa galaria hum gabinete de vinte quatro palmos sobre dezanove para escreveres: o qual tem sahida com escada no jardim.

    38.º Fis hum gabinete para uos vestires sextavado, em tudo igual ao outro da mesma figura que está no quarto das senhoras, mas este em lugar de nicho, leva chemine.

    39.º Fis contiguo a elle huma Caza ouvada igual a outra que está no quarto das senhoras a qual da tambem entrada para o passeio, e esta pode servir de ter armas, circunstancia necessária para hum Monteiro Mor. O seu telhado he em cupola

    40.º Fis ao lado da segunda guardaroupa huma caza de quarenta e tres palmos, e meio de comprido sobre dezouto de largo que ainda que estreita pode levar hum Bilhard, e he mui clara, na qual assistirão os valets de chambre para acudir quando os chamarem, e por ella se pode o Dono da Caza servir quotidianamente para a livraria e gabinetes, tendo fechadas a segunda guardaroupa, e a camara de receber vizitas. Entre esta Caza, e a Livraria vai outra, que não tem mais uso que dar varias entradas, e especialmente para huma escada de cinco palmos que desse para o quarto baixo / fl. 12 v.º / por cima da qual sobe outra semelhante para as mezaninas, que hão de ocupar os creados.

    41.º Fis huma caza para os filhos que não morarem no quarto baixo de vinte, e sette palmos de comprido sobre dezaseis, e tres quartos

    42.º Fis junto a esta hum gabinete para os ditos Filhos de dezaseis palmos, e tres quartos de comprido sobre quinze, e meio de largo.

    43.º He de advertir que sobre todas as Cazas que tem luz para a Travessa do Jaques, e que tem luz para o pateo / excepto as primeiras antecâmaras, e guardaroupa, que tambem tem luz para elle / ha de haver mezaninas, humas para mulheres, e outras para homens, e que se hão de alumiar por frestas de fabrica muito simplez postas sobre as janelas grandes, as quais podem ser tambem simplez tanto no pateo, como na dita Travessa, com declaração que o Camarim principal da Senhora, e o gabinete de escrever no quarto de homem hão de ter frestas para a

    ravessa mas não para a rua formoza nem para a parte do Loreto. Nas sobreditas mezaninas ha de haver repartimentos, e corredores, como se mostrará na planta dellas a seu tempo; Bem entendido que sobre as antecamaras, Camara, e Oratorio, guardaroupas, Camara de vizitas, e galaria não ha de haver mezaninas, e terão pé direito de toda a altura competente, por cuja rezão torno a dizer, que nas tres fachadas grandes não ha de haver frestas excepto as da Sala no que / fl. 13 / evitaes muita despeza.

    44.º Entre as despezas, que eu vos poupo huma he esta, que digo das muitas frestas; outra a da exsesiva grassura das paredes que fazião Santos Pacheco, e Canavari; Outra da altura da fachada, porque sendo a de Canavari exseçiva, he tambem demaziada a do Pacheco, que poem na parede do quarto alto desde a faxa da sacada das janelas athe a Cimalha grande trinta, e sete palmos, quando bastão, e sobejão trinta e quatro, e assim vos poupo três palmos de altura em todas as paredes do edifiçio; He bem verdade, que no corpo somente da sala ponho maior altura que Pacheco, e tanta como Canavari; Outra despeza poupada he, a do portal de Canavari, porque, ainda que os tres arcos, com os seus ornamentos, hão de custar consideravelmente, não será tanto como o dito portal, e Balcão com janela em cima, que elle fazia; Outra despeza he da escada, porque, como ja vos disse acima a minha não leva pedrarias de presso, e suposto que tenha maior numero de degraos, que as outras, tambem com ella se cobrem varias cazas de lacaios que seria precizo fazer em outra parte.

    45.º Em oposição destas adiçoens que poupo me podem acusar do que vos faço despender no dezentulho, mas a isso respondo que Santos Pacheco dezentulhava mais do que eu, e que se Canavari; e Missier dezentulhavão menos que eu, tambem Vos / fl. 13 v.º / vos construião muito menor caza, e eu não deixo de evitar huma boa porção de dezentulho com a Alameda, ou passeio que faço, e com o jardim; quanto mais que o medo que vos tendes do dezentulho he injusto, porque elle não ha de custar depois aquillo que por agora se vos reprezenta na imaginação; e finalmente eu sempre aconselharei que ninguem cuide em forrar gastos que servem de melhorar os sítios, e que antes os forrem na construção das obras, para o que há huma consideração mui solida, a qual he que o erro em algumas das cazas pode emendar se sem grande consequencia, mas o erro em dispor a situação, e ordenar os fundamentos não tem depois outro remedio mais que o derrubar as obras começadas.

    46.º Quanto ao jardim em que agora falei vos digo que eu não sei que extenção de terreno tendes para elle; e que contentando me prezentemente do espaço que deixaria a nova travessa, que aconselhei acima, que abrísseis da Calçada do Combro para a travessa do Jaques nesse tal espaço formo hum pequeno jardim, que por ser dentro na Cidade não he desprezável. Tambem o não he pella sua figura, suposto que se parte tanto da comum. Eu não so ignoro quanto sitio tendes de que nunca me informastes, nem respondestes sobre isto a Manoel, mas tambem ignoro em que altura ficara esse jardim para a rua, e nessa duvida lhe fis no canto para as travessas huma escada de quatro palmos, e meio / fl. 14 / em que vos poreis, mais, ou menos degraos conforme a necessidade, e no alto desta escada fis huma gaiola para pássaros ; sempre me parecerá acertado que o jardim não fique no nível do quarto nobre mas o passeio sim, e que para o jardim se dessa ao menos por seis degraos, e para o passeio por hum somente a respeito das chuvas: a rezão desta diferença que quero he, que o passeio convem que seja rezervado, pois que comunica os quartos da Senhora, e do homem, que se sirvão delle as Pessoas nobres, mas não os Creados aos quais não se pode rezervar o jardim – e especialmente ao jardineiro: E assim fazendo no passeio que fica mais alto hum parapeito, e pondo lhe huma grade no fim do pequeno tabuleiro triangular que vereis na planta estará impedida, a passagem continua do passeio para o jardim ao qual eu destino para flores na esperança de que tenhais agua com que regalas, e se não ficará servindo de quintal.

    47.º Se o dito passeio em que já vos tenho falado muito não vos agradar tanto como a mim, podeis em vez de lhe por arvores fecha lo com alguma espeçie de tecto para que sirva sempre de se communicarem os dous quartos nobres.

    48.º Assim elle, como tudo o mais de que trato ha de padecer as criticas, e acuzaçõens a que são expostos todos os desenhos, e como seria possível que quando eu desprezo tanto as plantas, que me mandastes deixem os autores dellas, e os seus / fl. 14 v.º / parciais de reprovar a minha. Eu a não deffendo, e vos torno a declarar que vos deixo absoluta, e inteira liberdade, para que não uzeis della, ao que somente acressento, que se quizeres usar de huma parte, reprovando outra, e nesse cazo me apontares o defeito, verei se há modo de remedia lo, porque reconheço muito possivel, antes provavel, que ajuntando se a minha ocupação os pezares, e cuidados com que ando justamente afflito, nãoesteja em termos de esperar felicidades nos inventos.

    49.º Por estes estorvos que vos digo não mando por agora todos os riscos neçessarios para a boa inteligência da fabrica como serão o alçado interior do pateo, o Talho, ou espacato de pessas principais, as ignografias do quarto em baixo do quarto de homem, das Cavalariças; Cocheiras, e offiçinas que se hão de acressentar as que estão feitas.

    50.º Tudo isto vos remeterei com promptidão se vos determinares a seguir a minha planta, e se me mandares a daquelle, que chamamos andar da rua que tendes já feito para a calçada do Combro, e na rua formoza, porque sem isso nunca posso saber bem de que modo hei de fundar as Cazas, pois nas que agora ordenei, caminhei como se diz vulgarmente as apalpadelas, porque ainda que me vali, e com difiçil estudo, das paredes já feitas não posso saber, se as que acressentei de novo no quarto da Senhora vão fundadas como dizemos / fl. 15 / no ár, o se tem em baixo fundamentos em que se firmem. Se as achares fundadas no ár entendei que não he por ignorançia, se não porque faltando me a vossa informação pedida não quis perder tempo

    em aguardar a resposta, visto que se não poderem fundar se sobre os baixos, servem ao menos de mostrar vos qual era a idea.

    51.º Prezentemente vos mando cinco plantas, huma do quarto baixo da parte das Senhoras somente, feita pello mesmo petipé de Santos Pacheco, Canavari; e Missier, para que possais bem conferir a minha ideia com as suas. Nessa mesma planta há mais outro risco que contem a parte do quarto baixo já fabricada, mostrando nelle com três cores differentes as emmendas, e o modo com que planto as paredes do quarto nobre sobre as paredes que fez Pacheco. Duas mesmas plantas de todo o quarto nobre do edifício, mas huma em maior petipé para que o pedreiro conhessa bem as proporçoens das cazas, em cujos membros de portas, e anelas não há huma so polegada de differença de humas para as outras, e esta exactidão lhe mostro pellas linhas de pontos, que signalão as notaveis  enfiladas, de sorte que, tanto elle puzer os meios das portas adonde as linhas os pedem não pode errar membro algum dos lados das ditas portas. Nesta mesma planta aponto os parágrafos da prezente carta, a que me reporto para a explicação / fl. 15 v.º / e aponto os tamanhos das cazas, e grossuras das paredes. Outra planta que mostra a ignografia da escada, promiscuamente com a do saguão, e ali escrevi tudo o que me pareceu util para instruir o Pedreiro, mas para que contivesse essas instruçõens a fiz em grande petipé. Outra planta he a do Alçado de huma porção com o meio da fachada, cujo resto deve prosseguir na mesma forma desta, e para que vos conferisseis esse alçado com o de Canavari vai no seu mesmo petipé. Também vos restituo todos os riscos que me mandastes, e porque dous vinhão muito rotos os forrei de pano.

    52.º Torno a falar vos do portal de Canavari não só porque vos agrada tanto, mas porque talvez se achará feito, e não quizera que perdêsseis o seu grande custo. Nesse cazo podeis emprega lo, tirando fora os três arcos exteriores, e seus pilares rústicos, e pondo o dito portal com duas grandes janelas aos lados; mas, como elle tem quinze palmos de abertura, e os meus arcos não tem mais que treze, se a verga, e cimalha estiverem feitas, será preçizo para o aplicares que deiteis fora os primeiros dous lanços de escada que sobem para os primeiros dous tabuleiros, pondo ali grades, e contentando vos com os outros dous lanços que descem tabuleiros para o saguão. Bem entendido, que se o dito portal não está feito com summa ventagem que façais os ditos arcos, e não o portal. / fl. 16 /

    53.º Tambem não posso deixar de lembrar vos que se o amor da regularidade for em vos mais poderozo que a economia de evitar despezas, tendes o modo de fazer o edifiçio uniforme derrubando as cazas na rua formoza, e fazendo hum quarto para a Senhora da mesma construção, e ordem que o quarto de homem que eu pus para o Loreto, sem outra alteração mais, que a de devidires o campo que toma a livraria em três pessas que sirvão de camerins, e caza de lavor, porque isso basta para que fiquem as Senhoras bem acommodadas, com tanto que se satisfação de terem somente duas antecâmaras. Nesses termos havia de contar se o que está ja fabricado por huma linha desde o cunhal da calçada do Combro, athe hum Cunhal, em que já vos falei acima no paragrafo 9.º que estará, pouco mais ou menos de fronte da Igreja das Merces. Ora emtão o terreno que desprezareis, ou havíeis de deixalo para o serviço publico, ou ocupalo com pequenas cazas de aluguel pegadas a caza nobre, e nesse cazo não derrubáveis toda a parede já feita por ali, porque somente arebatareis; mas em fim esta he huma idea na qual, se ganháveis total regularidade despendíeis considerável dinheiro, de sorte que nella não interporei juízo.

    54.º Alguem vos diria que para lograr regularidade, vos, em lugar de cortares as cazas feitas na rua formoza, fabricásseis o / fl. 16 V.º / quarto de homem / tendo para isso terreno / com a mesma figura exterior, e obtuza que fez Santos Pacheco, mas isso reprovo eu com a reflexão de que vos ficava tão grande o quarto de homem que não terieis familia com que enche lo. Alias reconhesso que daquella sorte era o edifiçio muito mais regular do que da sorte que vai na minha planta; duvido porem emquanto me não informais que tenhais sitio para fazer o dito novo corpo obtuso.

    55.º Acabo declarando vos o meu maior embaraço. He que os petipés de todas as plantas que me mandastes são errados entre si, posto que se quizerão immitar, e errados nas suas próprias divizoens, e assim não posso eu assegurar me na verdadeira medida de todo o vosso terreno, de sorte que será possível que sem culpa minha acheis que se não ajusta fielmente o meu dissenho com o vosso sitio, e deveis primeiro de tudo fazelo medir exactamente por pessoa capaz com réguas, e não com cordel, advertindo, que quando medires as paredes exteriores não se hão de por essas tais réguas obliquamente como sobe a Calçada, mas hão de por se ao nivel, porque, alias, seria a medida errada. Santos Pacheco equivocase nessa medida nas suas mesmas plantas, e eu gouernando me pella extenção que vejo nellas mais ventajoza acho que o Comprimento pella calçada do Combro he de trezentos setenta, e dous palmos, e meio. Eu tomo para o meu dissenho, contando pellos quartos baixos cujas paredes por fora são / fl. 17 / mais grossas do que as altas, trezentos cincoenta e nove palmos e meio, de sorte que deixo ainda treze palmos para a travessa nova que vos aconselho, e se vos agora, examinando o sitio de novo, vires que a travessa não pode ser tão larga, mo avizareis, para que se mude a planta, excepto se a diferença for tão pequena que não prejudique muito a luz da livraria. Acho nas medidas de Pacheco pella parte da Calçada do Combro o seguinte.

    Em vinte três janelas cada huma com seis palmos, e meio de luz……………........... p.os 149 ½

    Em vinte dous, chamados membros entre as luzes das janelas a nove palmos............... p.os 198

    Em quatro desses membros, observando os nas ignografias, porque no alçado estão confusos há de excesso aos outros ….......................................................................................................p.os 12

    Nas maiores distancias  dos dous cunhais, athe as luzes das primeiras janelas, a seis palmos

    e meio ………………………......……………………………………………….…..…….p.os 13

    São em tudo ……………………………………………….………………..….....….. p.os 372 ½

    Eu empreguei em vinte huma janelas ja lavradas ……………..…....………….....…. p.os 136 ½

    Em vinte membros como os já feitos ……………………......…..........……....………… p.os 180

    Na diferença de seis membros maiores que os outros …………………...…............…… p.os 30

    Nos dous cunhais athe a luz das janelas do quarto baixo ……………......…...…….…… p.os 13

    Na largura da nova travessa que aconselhei ……………………......…...…………….… p.os 13

    São em tudo ………………………………………………………….....……………. p.os 372 ½

    56.º Pella parte da rua formoza regulei os membros como já estão feitos, e pellas partes da Travessa do Jaques, e da nova / fl. 17 v.º / travessa futura dispus os membros como achei que convinha.

    Ora Deus nosso Senhor pella intercessão de sua Maj Santissima vos encaminhe em todo, e vos deixe lograr esta noua caza se a fizeres, em companhia de Vossa Mulher, a cujos4 me ponde, e de vossos filhos. A elles, como a vos lanço a bênção. Deus uos guarde m.es a.es como dezejo. Vienna de Austria 14 de Abril de 1734

    Vosso Paj que muito vos ama5

     

    1. 2. CARTA DE JOÃO GOMES DA SILVA A SEU FILHO FERNÃO TELES DA SILVA. VIENA DE AÚSTRIA, 15 DE DEZEMBRO DE 1734.

    BIBLIOTECA PÚBLICA DE ÉVORA, Cód. CX/1-6, n.º 25, fls. 18 a 23 v.º.

    “Meu Filho do meu coração He neçessario fazer commigo hum grande esforço de sofrimento, para que achando me atormentado de huma torrente de desgraças continuadas, e actualmente enfermo de gota, vos escreva em matérias de tão pouca consideração, como são Fabricas, e Plantas: Porem julgando possivel que vos espereis alguma resposta minha, e que na demora recebais prejuízo grave, não quis encarregar me desse escrúpulo, e assim vos responderei com muita boa vontade, mas com muito mao humor. Por João Pires vos mandei huma carta mui dilatada que continha 56 Capitulos, e como vos não sois homem mui dado a leitura julgo que a lereis huma so vez, e muito depressa, quando ela necessitava de quazi se tomar de cor para perceber bem o dissenho, em que se reflectia, e para se responder as criticas que eu suppunha naturais nos Architectos que vos servem de Consultores.

    Vos me pedistes huma planta em que eu trabalhei todas as noites inteiras de hum inverno, e confeço que não tomei essa penosa fadiga tanto por afago paternal, quanto para apartar a immaginação de horrores, que então me afligião como futuros e que agora me afligem ainda como passados.

    A dita planta que communicada aqui a Pessoas inteligentes / fl. 18 v.º / foi summamente louvada vos remeti com expreçõens modestas, dizendo vos que as communicasseis aos vossos Architectos, e sobretudo vos encareguei o mesmo que agora encarego, mando, e ordeno, e he que vos não prendais, nem constrangais a segui la, declarando vos que em a executares me não fazes lizonja, nem ponho nisso empenho, ou gostos: porem acrescento huma circunstancia, alem daquela primeira ordem, e he que não admito mistura, entre o meu invento com o invento daquelles tais doutores Architectos, e que deveis seguir ou hum, ou outro, porque eu não deixarei mutilar, estropiar, e remendar o que inventei, por homens que certamente vos aconselhão mal, e que tem curto conhecimento da Arte que profeção, aproveitando se hum delles chamado Carlos Martelo da vossa credulidade, e pouca experiencia de obras para vos persuadir dezatinos, e ate falsidades.

    Como eu tenho provas / pois que deixei copias de tudo o que me inviaste / das ideas de Santos Pacheco, e Missier não me cansarei em falar mais delles, e so tratarei agora daquelle novo animal com que me alegais, o que na verdade me faz ter compaxão de vos, pois o credes, e dizeis que elle he certamente bom Architecto, e seguro; a que respondo que para o vos reputares por seguro he neçessario / fl. 19 / que elle haja edificado muito, e que eu o supponho tão seguro na Arte, como nas informações que vos deu de si, as quais vos declaro que são todas falsas. Diz o dito Senhor Carlos Martelo que fora aqui Capitão Ingenheiro, e mandando eu examinar isso nos livros do Comissariado que corresponde as nossas vedorias não se acha que tal homem fosse; nem Capitão, nem Official. Informei me com Marinoni Mestre deputado, ha muitos annos pello Emperador para os ingenheiros, e este o não conhece. Tambem o Baron Ficher nascido aqui, e primeiro Architecto do Emperador não o conhece. Tambem João Lucas Architecto do Principe Eugenio, e antigo aqui não o conhece. Porem mandando ouvir nisto a Beduzi, a quem nunca falei, dis que o conhece mas que não sabe que elle fosse Official, e que não achou nelle nenhuma luz de Architectura Civil. Diz mais o Senhor Martelo que em Hollanda foi Tenente Colonel (sic), e isso tenho por impossível porque os Holandezes não costumão adoptar, ou receber officiais que vem de servir outras Potencias, e em Hollanda são necessários largos annos de servisso para chegar a Tenente Colonel (sic). Diz mais que na Haija me falou, e na caza que elle fabricou para o Conde de Obdam, mente porque eu me não lembro de ver tal homem, e nunca entrei na tal caza nova do Conde de Obdam senão muito tempo depois de acabada / fl. 19 v.º / quando, em huma unica vez fui vizitar sua Irmãa, porem ainda mente mais em dizer que elle fabricou aquella caza porque o mesmo Obdam era o primeiro Architecto della, e se serviu para os adornos de hum Francez Marot, e de seu filho aos quais Estevão conheceu, e servia se o Obdam para

    as dispoziçõens ezenciais da construção de hum chamado Dussar tão bem conhecido de Estevão. A dita caza que he mui brinacada, e cheia do que nos chamamos Framenquerias não deve dar regras para a Architectura. Diz mais o Senhor Martelo que percebeu bem na minha planta ser riscada por Beduzi, pezame de que elle achase sitio em vos para vos encaixar essa patarata, porque em riscos de régua, e compasso já mais se pode perceber a mão dos authores. Conheçe se a mão de quem pinta e a mão de quem debuxa, mas não a mão de quem lança linhas direitas.

    Hora esse embusteiro he tão ignorante, e descomedido que despreza Vitruvio, e os Capiteis Jonicos por dizer que são delle, quando este he o texto decizivo, e absoluto na Architectura, e o único author desta Arte de que ficarão preceitos, e regras por escrito depois de acabar a Republica Romana, e he elle de tal modo o único Mestre que os Architectos dos Seculos modernos forão mais, ou menos famosos, por seguirem ou mais, ou menos os seus preceitos no que edificarão / fl. 20 /, sendo quem felizmente o praticou o celebre Vignola.

    Em cujos termos o Senhor Martelo não podia dar tão forte prova de ser hum mizeravel ignorante que reprovar Vitruvio. Emfim Beduzi afirma que o tal Martelo foi creado de hum Cohnan Mestre de Artilheiros no Arsenal que aqui ha dos Borgeses, que como tal acompanhara ao dito Colman seu Amo em huma jornada larga que fizera na Transilvania, e que o Martelo não foi já mais Militar. Vos referis que elle condena as minhas colunas na baranda, mas as que eu ali puz não são colunas se não pilastres a que os Italianos chamão lesenas, e que declara que não tem a proporção devida. Eu replico que ellas tem a sua proporção sem hum cabelo de diferença, e acrescento que se elle provar que a não tem he sciente, mas que se o não provar he falsário, embusteiro, e caluniador. Elle diz que o corpo reintrante da baranda se retira cinco palmos e mejo, mente, porque se não retira mais que a largura de hum cunhal que embaixo tem três palmos, e mejo, e assim o escrevi eu no paragrafo 19 na larga carta que eu acento que não lestes. Elle condena os Arcos porque os queria postos sobre pilares, e não conhece o basbaque que os pilares rústicos sustentão a cornija inferior, e que os arcos estão plantados sobre as suas impostas na forma devida. Elle condena que a Architrava  / fl. 20 v.º / do corpo principal sirva de Cornija ao resto da Caza, não deve de ter vista em quantos edificios se praticão estas que chamão cornijas architravadas; A mesma idêntica esta feita neste Palacio de Rofrano em que eu moro que he mui bem ordenado, e se em toda a vossa caza se puzese, alem da Architrava tudo o que os Françezes chamão entablement, Frizo, e cornija de Cantaria, custaria isso infinito dinheiro. Diz o tal Martelo que eu não descrevi as janelas na forma em que ellas estão feitas, eu as descrevi conforme o risco de Canevari que me inviaste, e deixei copiado: porem se o tal Canevari as fez depois de outro modo, assim vos poderão servir, e se ajustará o dessignio com atenção a ellas. Diz elle Doutor que o edificio ha de custar quinhentos mil cruzados; provarei; como ja vos disse no paragrafo 44 da larga carta que ha de custar muito menos da que fazia Santos Pacheco, porque leva muito menos braças de parede, e que me parece que o seu custo não ha de igualar o da Caza da Moiraria, ou da Caza do Marques de Valença. Diz que a escada sendo mui lejeira ha de custar quinze mil Cruzados; provarei que ha de custar muito menos que a da Moiraria pellas rezõens que vos disse no paragrafo 17 da larga carta, e se a escada que involve saguão, e sala, não custar mais de 15m Cruzados vem o / fl. 21 / Palacio a sahirvos mui barato. Emfim concluo que o tal Martelo he hum ignorante embusteiro, e me envergonho de lhe estar fazendo replicas. Beduzi afirma que elle não tem nem luz de architectura civil, e como dizeis que elle despreza a Beduzi vos informo de que o tal Beduzi he sciente e foi hum dos primeiros Architectos do Emperador Joseph.

    Quanto a mão que o Martelo diz que conheceu vos responderei que inventando eu tudo quanto contem esta planta a pós em risco limpo o meu secretario, o qual não so he bom Architecto, mas insigne debuxador, porem em rezão do muito que tem que trabalhar na minha secretaria a não copiou elle mesmo e chamou dous ajudantes que na sua caza, e a sua vista fizerão as copias que vos forão aos quais eu paguei 60m Reis.

    Entremos agora com os reparos que fez Missier, ou com os vossos próprios. Quanto aos balaústres das janelas digo que se fazem de mil modos, e que me parece que vos ponhais aquelles de que tiveres mais gosto assim nas janelas, como na baranda. Eu ordonei na baranda hums que me parecerão baratos, mas reconheço que se podem fazer muito mais bonitos. Será bom que vejais o livro que Missier ha de ter de hum author moderno Françez chamado / fl. 21 v.º / Daviler, o qual no primeiro tomo na planche, ou estampa 94 tras muitas sortes de Balaustres os que eu pus são como os que ahi dessignou Missier.

    Pareçe me bem que poupeis gastos, e que ponhais nos cantos as janelas que tendes ja lavradas, e porque eu as não conhecia vos mandei o alçado feito sem levar os cantos, deixando vos assim toda a liberdade para ellas; as do papel fino de Missier não são boas

    Se a janela no ângulo do oratório he de tão rara, e singular vista como dizeis, parece me bem que mudeis o Oratorio para outra parte, mas nisso haverá muito que conferirmos porque he prejudicial romper a entrada, e ordem do quarto segundo composto de Cazas pequenas, o qual pello tempo adiante pode bem servir para huma sogra, e convenho comvosco em que no cazo de mudares o oratório, aquella caza de canto, em que eu o plantava se deve fazer com outra figura para o que se podem formar diferentes projectos que eu vos mandarei daqui.

    Quanto ao sitio eu nunca me hei de esforçar em aconselar vos despeza, porem não tendo as cazas alhejas que podeis comprar, mais frente do que vinte sete palmos e mejo não he prova

    vel que custem muito: Concluo em que no terreno que já tendes de 308. Palmos se pode fazer bastante caza mas emtão he indispensavel / fl. 22 / deitar abaixo as paredes interiores que fabricou Santos Pacheco, para que, sem estarmos sojeitos a estas tais paredes, se disponhão os quartos nobres como for conveniente, e inventarei emtão muitas, e diferentes plantas.

    Nada se pode idear sem estar seguro nas mididas, e as que agora mandastes a Manoel vem erradas por vos, e por Santos Pacheco, como vereis no vosso pequeno papel original que vos restituo. Nelle se diz por huma banda que a botica tem 34 ¾ , e vos escreveis pella outra banda que a botica tem 43 ¾ . Hora por qual destes nos havemos de governar? Vos dizeis que a parede da rua formoza tem 156. Palmos e mejo Santos Pacheco a diminue de hum quarto porem nas plantas de Pacheco, Missier, e Canevari vem muito menos comprimento naquella rua, e eu segui essa midida na minha planta Hora por qual nos havemos de governar? Santos Pacheco até na somma errou, quando ajuntou os palmos da rua direita, alias calcada do Combro, e assim o vereis na emenda que ali aponto.

    De sorte que não posso regular algum dissenho, especialmente pella travessa do Jaques adonde vem hum chamado cordão, e outras linhas de pontos que fazem tudo embrulhado, e impercetivel, e me he necessaria nova explicação feita por quem a saiba obrar melhor.

    / fl. 22 v.º / Emfim o meu pozitivo voto he que se vos quereis aproveitar tudo o que fabricou Santos Pacheco he necessário comprares as Cazinhas alhejas para executar a planta que vos mandei, mas que se não quereis comprar as tais Cazinhas, e vos contentais com a frente de 308. Palmos podereis fazer huma caza bonita com tanto que deiteis abaixo o que está fabricado pello Pacheco, excepto a parede que vai pella calçada do Combro acima, advertindo tãobem que nesse cazo não será fácil abrires huma travessa nova por não diminuir a frente de trezentos, e outo palmos.

    No cazo em que deitais abaixo as parouiçes de Pacheco, podereis aproveitar vos da nobre vista que dizeis que há para a parte dos Paolistas, e fazer nesse ângulo alguma bela peça em lugar do oratório

    He neçessario detestar, e escomungar in secula seculorum o embusteiro Carlos Martelo, e podeis servirvos de Missier, visto que me dizeis que he bom homem modesto, e dócil, porque eu daqui o hirei metendo a rezão, mostrando lhe o que convem que se faça para que elle o execute. Do carater, e condição de Santos Pacheco me não dizeis nada, e tem me geito de ser algum Portuguez serrado, de entendimento grosso, e teimoso. O certo he que esse / fl. 23 / seu risco de mididas que agora me mandais vem muito confuzo, e se não pode compreder. As cazinhas que elle vos tem fabricado são abomináveis, e eu nem hei de emprender, nem cuidar mais em outra planta se não deitando as abaixo, e Como o vosso terreno he irregular, e diabólico nas ladeiras ha de ser necessario muito estudo para vos fazer couza boa se vos hauveres de restringir aos 308. Palmos e abater ainda desses a largura de huma travessa. Cuidai bem no que vos convem, e já que o embusteiro de Carlos Martelo vos meteu o medo no corpo por conta do gasto, mandai fazer hum orsamento, e avaliação da obra antes de a começares porque assim o praticão todas as pessoas sezudas.

    Mandai taõbem midir a proporção que tem entre si as janelas que Pacheco fez para a rua formoza porque ellas na sua planta vem diabolicas, e não he tolerável em hum edifício nobre janelas tão irregulares, pois que contendo aquella parede nove não acho ali mais, do que três janelas que tenhão entre si os membros iguais, alem das suas horríveis viagens, e contra viagens. Hora heis ahi huns dos homens que julgarão a minha planta, na qual a simetria foi apurada a não ter huma polegada de diferença. Outro Juiz foi Missier que reprovou os balaústres feitos na forma dos que elle mandou designados do que talvez se esquecia.

    / fl. 23 v.º / Lembro vos que communiquei tudo isto ao Marques de Alegrete porque he so quem poderá aconselhar vos bem, mas para isso sera neçessario que elle leia tão bem a minha primeira carta larga que vos escrevi.

    Pondo me aos pés de Vossa Mulher, abraçar em meu nome os Netinhos, aos quais, como a vos lanco a bênção Deus vos Guarde m.es a.es como dezejo. Vienna de Austria 15 de Xbro de 1734

    Vosso pai que muito vos ama6

     

    ttt
    PTCD/EAT-HAT/11229/2009

    Please publish modules in offcanvas position.